Se você está procurando um imóvel para alugar, com certeza já deve ter ficado com dúvidas a respeito do preço do aluguel e por que ele varia tanto entre imóveis que, aparentemente, são muito parecidos.

Muitos são os fatores que podem influenciar no valor do aluguel de um imóvel. Não importa a cidade, estado ou país, há alguns deles que são determinantes na hora de estabelecer o preço do aluguel.

Saber como é feito o cálculo do valor do aluguel pode te ajudar a fazer uma escolha mais consciente e assertiva na hora de escolher qual imóvel alugar. Por isso, listamos os fatores e explicamos como cada um influencia o preço final.

Localização do imóvel

Localização é um dos principais fatores que influenciam no valor do aluguel. Em geral, um imóvel próximo ao centro da cidade terá um aluguel mais caro do que um que fique num bairro muito afastado.

Além disso, em todas as cidades existem bairros mais valorizados que outros. Isso acontece devido a fatores como qualidade de vida e padrão dos imóveis. Bairros com boa infraestrutura de comércios e serviços, bem como aqueles que são considerados mais seguros, tendem a oferecer mais qualidade de vida aos moradores e, por isso, são mais valorizados. Esses bairros têm valores de aluguel superiores, já que oferecem praticidade e comodidade.

Idade e estado de conservação do imóvel

Em geral, imóveis mais novos são mais valorizados, principalmente por terem instalações novas e modernas e, consequentemente, apresentarem menos risco de precisar de reparos e reformas durante o período do aluguel.

Além disso, há uma questão estética envolvida, já que apartamentos novos e com design mais moderno agradam mais aos olhos, o que aumenta a sensação de bem-estar do morador.

O estado de conservação dos imóveis mais antigos também é um fator que influencia muito no preço do aluguel. Imóveis sem reformas, com rachaduras, pisos danificados, etc, são imóveis menos valorizados. Os defeitos podem ser apenas estéticos ou comprometerem a estrutura ou utilização do imóvel, o que é ainda pior.

Tamanho e layout do imóvel

Na hora de calcular o valor do aluguel, esse é um dos primeiros fatores levados em consideração. Imóveis maiores, com metragens mais altas, tanto total como privativa, tendem a ser mais caros que imóveis menores, em localizações e conservação parecidas.

A quantidade e o tamanho de quartos e banheiros também são fatores muito considerados. Neste item, imóveis mais antigos acabam levando vantagem, já que os imóveis mais novos costumam ter áreas menores e quartos menos amplos.

Outra questão que interfere no preço do aluguel é o layout do imóvel. Imóveis com arquitetura otimizada e um melhor aproveitamento de espaço são mais valorizados. Neste caso, os imóveis mais novos são considerados melhores, pois possuem plantas mais versáteis e funcionais e uma maior possibilidade de personalizar os ambientes.

Áreas externas do imóvel

No caso de casas e sobrados, toda a área do terreno é contada como área privativa, o que as valoriza mais em relação a apartamentos. A existência de lavanderias, churrasqueiras, piscinas, garagem coberta e outras construções externas também é levada em conta para calcular o preço do aluguel.

No caso de apartamentos, o que conta são as vagas de garagem; quanto mais vagas, mais valerá o imóvel em questão. A existência de gardens ou terraços privativos também valoriza o imóvel. As áreas comuns do condomínio têm sua cobrança embutida na taxa paga ao próprio condomínio todos os meses. Se essa taxa já for alta, isso pode ser um empecilho para subir o valor do aluguel.

Diferenciais do imóvel

Aqui entram alguns outros detalhes que podem fazer a diferença na hora de calcular o valor do aluguel de um imóvel. São questões que não são essenciais para o bem-estar do morador, mas causam um apelo estético, como janelas grandes, boa iluminação, bons acabamentos, etc.

Incidência solar e conforto acústico são dois itens de destaque e influenciam não só no preço do aluguel, como também na permanência do inquilino no imóvel, pois a qualidade de vida é fortemente impactada por esses dois itens.

Outro diferencial pode ser a mobília, principalmente no caso de móveis planejados e em bom estado de conservação. Apartamentos que são alugados mobiliados, em geral, têm o valor de aluguel aumentado de 20% a 30%, pois oferecem mais praticidade, já que o inquilino não precisa comprar a mobília e nem arcar com os custos da mudança.

Valor de venda do imóvel

Todos esses fatores citados anteriormente influenciam no valor de venda do imóvel, o que influencia diretamente no valor do aluguel. Em geral, o cálculo do valor do aluguel é feito com base em um percentual e pode variar entre 0,5% do valor da propriedade.

Mercado imobiliário na região

Por último, o mercado imobiliário na região do imóvel também influencia muito no valor do aluguel. Isso está baseado na lei da oferta e da procura, ou seja: se uma região tem muitos imóveis para alugar ou poucas pessoas buscando, o preço do aluguel tende a cair. Do mesmo modo, se uma região tem poucos imóveis para alugar ou muitas pessoas buscando, o preço vai lá em cima.

Um exemplo prático da lei da oferta e procura influenciando no valor do aluguel são as temporadas: em época de alta, durante a segunda quinzena de dezembro e os meses de janeiro, fevereiro e julho, o preço acaba subindo devido à grande procura.

Esses são os principais fatores que influenciam no valor do aluguel de um imóvel. Por isso, na hora de escolher qual imóvel alugar, considere que os valores vão variar de acordo com esses fatores.

Para conferir os melhores imóveis de Florianópolis acesse nosso site. Nele você consegue alugar um imóvel sem fiador, de forma totalmente online e sem sair de casa.