A regra básica de qualquer condomínio é: todo condomínio tem regras. E para morar e até trabalhar nestes locais é necessário seguir as normas que garantem a harmonia e a boa convivência entre todos. Seja condomínio residencial ou comercial, apartamento ou condomínio fechado, os condôminos devem respeitar os princípios que norteiam a boa vizinhança. 

Quer saber como seguir direitinho todos os deveres e conhecer quais são os seus direitos como condômino?

Então confira as dicas da Terraz Aluguel Digital

Direitos e deveres

Cada condomínio tem suas próprias regras. No entanto, o Código Civil estabelece algumas exigências que são comuns a todo residencial. Apesar disso, as maiores leis da convivência são respeito, educação e bom senso. Esses três princípios garantem um convívio amistoso e saudável.

Algumas regras são semelhantes em qualquer conjunto residencial. Isso porque são as que mais geram queixas e conflitos entre os moradores. São elas:

Reformas: além do barulho, reformas devem ser previamente comunicadas à administração do prédio, pois não é permitida uma modificação que comprometa a estrutura e segurança da construção ou que acarrete problemas aos vizinhos como infiltrações, ou que altere a fachada. Reformas também são sinônimo de barulho. Por isso, é preciso verificar em quais dias e horário as obras são permitidas.

Barulho: por falar em barulho, esse é um dos fatores que mais estremece a relação entre os vizinhos. Som alto à noite, aparelhos como liquidificador, aspirador de pó, máquina de lavar, latido de cães e até mesmo o tom elevado da voz podem atrapalhar a vizinhança e causar desavenças. Opte por evitar os equipamentos citados, especialmente os que causam maior ruído, durante o dia. Cuide com o volume alto de televisão, som e demais instrumentos sonoros. Siga o horário de silêncio do seu condomínio. 

Pets: cada dia mais presente nos lares brasileiros, o melhor amigo do homem pode não ser o melhor amigo do seu vizinho. Antes de mais nada conheça as regras do condomínio com relação à presença de pets e as respeite. Com os cachorros, atenção redobrada aos latidos. 

Pode não ser fácil fazê-lo parar de acuar, mas você precisa. Adestração ajuda. Invista e ganhe como recompensa uma vizinhança sem problemas. Além disso, fique atento às medidas com relação aos passeios nas áreas comuns e ”se sujar, limpe”.

Segurança: uma vantagem de morar em condomínio é a segurança. Boa parte dos condomínios tem limites e controle de acesso. Em muitos a entrada só é permitida após o contato da portaria e a autorização do condômino. Isso vale para visitantes ou para prestadores de serviço. Cada conjunto habitacional tem suas medidas quanto à visitação e os moradores precisam cumprir para a segurança de todos.

Espaços comuns: se o espaço é comum significa que todos são responsáveis por ele e isso não inclui apenas áreas como piscina, salões de festa, espaços gourmet, playground, entre outros, mas começa pelos corredores, elevadores e halls de entrada. Qualquer local fora da sua casa é área coletiva e deve ser respeitada e cuidada por todos

Não suje os corredores e, se por acaso acontecer, apresse-se em limpar. Não segure o elevador. Ele não é propriedade sua e outros condôminos podem estar chamando. Ao reservar o salão de festa, cuide do ambiente e o entregue da mesma forma como encontrou e, se possível, limpo e organizado. São detalhes, mas que certamente no dia a dia fazem toda a diferença.

Cuide do lixo: todo condomínio tem um local específico para o depósito do lixo. Alguns têm a distinção entre os diferentes tipos de resíduos como orgânico, reciclado, descarte de lâmpadas, baterias, etc. Coloque no lugar adequado. 

Confira se o lixo está devidamente fechado e se houver vidro, embale cuidadosamente em jornais ou revistas para evitar acidentes com você e com a equipe que faz o recolhimento do material. E jamais jogue ou deixe lixo no chão como bitucas de cigarro, latinhas, garrafas, entre outros.

Garagem: o espaço reservado para cada veículo é de propriedade particular, portanto não pode ser utilizado sem autorização. Se precisar estacionar na vaga, em frente ou qualquer posição que comprometa a entrada ou saída, mesmo que por pouco tempo, peça ao dono. Cuide com o espaço demarcado e fique dentro do seu limite. 

Taxas condominiais: esteja em dia com as taxas do condomínio, que garantem a manutenção e qualidade de vida e segurança para os moradores.

Respeito aos funcionários: O trabalho dos funcionários são o “cartão de visita” de muitos condomínios. Atuam para assegurar limpeza, segurança e o bem-estar dos moradores. Trate-os com toda educação, gentileza, simpatia e respeito.

Papel do síndico e do zelador

O síndico, além de ser responsável pela administração do condomínio, também é quem deve garantir o cumprimento das regras de convivência. É obrigado a prestar contas dos orçamentos e despesas. Para exercer essa função, recebe um salário ou se for morador pode ter a isenção das taxas do condomínio.

O zelador, como o nome sugere, é quem zela pelo condomínio. É como se fosse o gerente de uma empresa. Tem como principal função fiscalizar e manter o bom funcionamento do condomínio. 

Condomínios e a Covid-19

Se as regras já eram muitas, com a chegada do coronavírus elas aumentaram. Verifique quais as medidas de enfrentamento e prevenção adotadas no seu condomínio. Circular pelas áreas comuns com máscara, respeitar o distanciamento social e não promover aglomerações são algumas regras que devem ser respeitadas neste momento. 

Essas normas são temporárias e para o bem de todos. E se em tempos de pandemia a regra é ficar em casa, que seja em um ambiente harmonioso.