6 dicas para sair da casa dos pais

Sabe aquela sensação de que a casa está pequena demais?

Você já não se sente mais tão à vontade e começa a pensar que precisa de um pouco mais de espaço.

Está chegando a hora da independência! E sair da casa dos pais pode ser um bom começo para isso…Ficar responsável pelas próprias despesas, controlar os gastos do dia a dia, manter a casa em ordem. 

Várias atribuições que podem conduzir você à tão esperada fase adulta, de fato. Mas, lembre-se que com grandes poderes vêm também grandes responsabilidades.

Em primeiro lugar, avalie se você já tem a independência financeira suficiente para sair de casa. É importante que você tenha condições de bancar todas as despesas (aluguel, condomínio, luz, gás, internet, alimentação e transporte), mesmo que seja ainda com o apoio dos pais. 

Seja porque você vai iniciar a faculdade agora ou simplesmente porque acredita que esse é o momento de morar sozinho, confira a seguir algumas dicas que a 

Terraz Aluguel Digital trouxe para ajudar você neste processo. 

1. Busque imóveis com um aluguel que cabe no bolso

A primeira etapa para sair da casa dos pais é a pesquisa dos imóveis.

Pense nas características das quais você não abriria mão: uma boa iluminação, estar localizado em uma zona residencial ou estar próximo da universidade ou do trabalho, ter uma sala mais espaçosa.

Esses critérios são bastante pessoais, então só você poderá elencar esses aspectos essenciais.

Depois, avalie qual valor você está disposto a pagar. Lembre-se que terá que incluir nesse cálculo o valor do condomínio e do IPTU, imposto municipal que muitas vezes é incluído na mensalidade do aluguel, além de uma taxa de seguro incêndio.

Também avalie qual garantia você irá escolher. Se optar pelo seguro-fiança, terá que pagar o equivalente a uma mensalidade e meia de aluguel, valor que poderá ser parcelado. 

No caso do depósito caução, poderá ser cobrado o valor máximo de três vezes a mensalidade do aluguel. E a quantia deverá ser devolvida ao inquilino ao final do contrato. 

Há ainda a possibilidade de conseguir um fiador, que deverá ter um imóvel em um valor aproximado do imóvel alugado no seu nome, ou você pode optar pela análise de crédito. 

A garantia locatícia é uma forma de proteger o proprietário do imóvel em caso de inadimplência do inquilino. 

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o conteúdo Quais garantias de aluguel tenho ao anunciar imóvel com a Terraz

Tenha tudo isso em mente no momento de fazer o planejamento financeiro da sua mudança rumo à independência.

2. Procure controlar o seu orçamento!

Às vezes precisamos fazer alguns sacrifícios em nome de um bem maior. 

Procurar fazer as refeições em casa, deixar de comprar alguns itens supérfluos e planejar bem os seus gastos fixos, como itens para a casa e alimentação, são formas de controlar o seu orçamento.

Se você não tem o hábito de olhar como estão os seus gastos com frequência, procure anotar em alguma planilha ou baixe um aplicativo para o controle financeiro.

Assim você terá uma ideia de quanto gasta diariamente e quais são as suas maiores despesas e gastar menos, se necessário. Dessa forma, você não corre o risco de terminar o mês sem conseguir pagar todas as suas despesas fixas.

Até porque sabemos que tem algo que sempre vence: os boletos!

3. Converse com a sua família

A saída dos filhos de casa é um momento de quebra e mudança de rotina. Por isso essa conversa com a família é muito importante! Pode ser que você more com os pais, ou só com a mãe e ainda tenha irmãos com quem divide a rotina.

Porém, uma coisa é certa: a sua saída será sentida na dinâmica familiar. Procure mostrar para os seus pais que você tem condições de dar esse passo em direção à sua independência e que não há motivo para preocupações.

Também combine com a sua família para, pelo menos em um dia da semana, se encontrarem e colocarem a conversa em dia. Assim a transição será mais tranquila para as duas partes envolvidas no processo. 

Lembre-se que seus pais continuarão fazendo parte do seu dia a dia, mas de outra forma. 

4. Avalie a possibilidade de dividir o imóvel

Se você quer sair de casa e acredita que não tem recursos suficientes para arcar com todas as despesas sozinho, por que não dividir o imóvel com alguém?

Pode ser com um amigo ou colega com quem você tenha afinidade. Dessa forma, esse momento de sair da casa dos pais pode se dar de forma mais tranquila, ao dividir as responsabilidades com um roommate.

Há também a opção de morar em um coliving. Em um coliving, os quartos e eventualmente os banheiros são de uso privativo. Porém, as áreas comuns como cozinha e sala são de uso compartilhado, com as outras pessoas que alugam o imóvel.

Pode ser uma boa alternativa para quem deseja economizar e também conhecer gente nova. 

5. Aprenda a cuidar da casa

Em pouco tempo você irá perceber que não é possível chamar a faxineira com muita frequência.

Algumas coisas como lavar a louça e a roupa, varrer ou passar o aspirador, cozinhar e manter tudo minimamente organizado serão tarefas suas e intransferíveis.

Por isso, quanto antes você incluir essas tarefas na sua rotina, menor será o impacto quando você morar sozinho.

Alguns dias você estará sem energia, devido ao trabalho ou ao estudo e tudo bem. Não se cobre muito! Mas procure manter uma organização mínima para que a bagunça não se acumule. 

6. Aproveite a sua independência!

Você encontrou o imóvel que atende a todas as suas necessidades, já tem renda suficiente para bancar as despesas do mês, já está sabendo se virar com a faxina… Pois bem, você está pronto para sair da casa dos pais!

Agora é só desfrutar dessa jornada rumo à autonomia e a liberdade. Bacana, né?

Você poderá fazer seus próprios horários, ter a liberdade de convidar os amigos para te visitar, além de escolher qual será a cara da sua nova casa ou apartamento. Ser independente é difícil, mas com certeza vale cada esforço.

E a Terraz Aluguel Digital pode ajudar você a realizar esse sonho. Temos imóveis disponíveis em São Paulo, Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, que com certeza se encaixam no que você procura.

Se você quer alugar com rapidez, facilidade e sem burocracia, a Terraz é o lugar certo! Conte conosco.