Como investir e proteger o seu dinheiro do aumento da inflação

Após dois anos de pandemia e um cenário de juros baixos para estimular a atividade econômica, a retomada dos negócios têm gerado um efeito indesejado: a inflação. 

 

Soma-se a isso o conflito entre a Rússia e a Ucrânia, que resultou em uma disparada no preço de commodities como petróleo, gás, trigo e outros grãos devido à escassez. Além disso, as sanções econômicas impostas à Rússia encarecem a logística em todo o mundo, o que, consequentemente, aumenta o preço dos preços de diversos produtos que consumimos no dia a dia.

 

Por essa razão, é importante encontrar no mercado formas inteligentes de investir o seu dinheiro e, assim, proteger-se dos efeitos da inflação. Medidas recentes do governo como fixar o teto do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em bens essenciais como combustíveis, por exemplo, são medidas que visam conter os efeitos do constante aumento dos preços.

 

Quer saber mais sobre como proteger o seu dinheiro dos efeitos da inflação? 

 

Você pode optar por formas de investimento seguras, algumas inclusive que envolvem o Estado. Confere o conteúdo que a Terraz Aluguel Digital preparou para você!

 

  1. Títulos públicos do Tesouro

Os títulos públicos do Tesouro são uma forma de investimento emitida pelo Governo Federal. Também conhecidos como Tesouro IPCA+ ou NTN-B, esses títulos pagam uma taxa pré-fixada, definida no ato do investimento, além da variação da inflação (medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo, por isso o nome do título).

 

Como ele é reajustado pelo principal índice que mede a inflação, trata-se de um investimento que protege o seu patrimônio. Sua aplicação mínima é de R$ 30. Para investir você precisa abrir uma conta em uma corretora de valores e se cadastrar na plataforma do Tesouro Nacional. A boa notícia é que essa forma de título tem liquidez diária: ou seja, o valor pode ser resgatado no mesmo dia. 

 

Escolha uma corretora que não cobra taxa de administração. Porém, para investir no tesouro direto há uma taxa de custódia de 0,2% ao ano, paga para a Bolsa de Valores. Todos os valores que você receber desse tipo de investimento são tributados na fonte, com alíquotas entre 22,5% e 15%.

 

  1. CDB, LCI e LCA

Essas são as siglas para Certificado de Depósito Bancário, Letra de Crédito Imobiliário e Letra de Crédito do Agronegócio. Todos são emitidos por instituições financeiras e têm sua remuneração atrelada ao IPCA, índice mais usado para o reajuste.

 

Parte da rentabilidade é prefixada e outra parte é a correção por um índice de preços (geralmente o IPCA). São títulos que costumam pagar mais que os títulos do tesouro direto e contam com a proteção do Fundo Garantidor de Créditos (FGC).

 

O valor mínimo de investimento varia de banco para banco, mas trata-se de uma forma de investimento que tem se popularizado e se tornado mais acessível para a população. 

 

  1. Debêntures incentivadas

Debêntures incentivadas são títulos de renda fixa emitidos por empresas. Sua finalidade é financiar projetos de infraestrutura do governo e são corrigidos pelo IPCA ou pelo IGP-M (Índice Geral de Preços-Mercado). Outra vantagem é que trata-se de um tipo de investimento que é isento de imposto de renda.

 

Como trata-se de um investimento de longo prazo, as debêntures não são as ideias para proteger o seu dinheiro da inflação. Assim, o melhor a fazer é optar por títulos com prazos inferiores a cinco anos. Trata-se de uma forma de investimento que não tem cobrança de taxas de administração ou custódia.

 

  1. Fundos de Investimento Imobiliário (FII)

Quando você adquire um fundo imobiliário você está investindo em imóveis ou títulos de renda fixa ligados ao mercado imobiliário.

 

Quando o investimento é feito em imóveis para aluguel, ou títulos de renda fixa (também conhecidos como recebíveis imobiliários), a distribuição dos rendimentos é feita periodicamente – geralmente uma vez por mês, trimestre ou semestre -, sempre atrelados a um índice de preços como IPCA ou IGP-M.

 

O valor desse tipo de investimento depende da qualidade dos imóveis e também das condições da economia. Os fundos podem pertencer ao segmento de shoppings centers, lajes corporativas, galpões logísticos, loteamento, hotelaria, empreendimentos comerciais, etc.

 

Quer saber mais sobre o assunto? Então confere o conteúdo Saiba mais sobre os Fundos de Investimento Imobiliário ou FIIs.

 

Para investir em Fundos Imobiliários é preciso abrir uma conta em uma corretora de valores. Muitos desses fundos têm cotas negociadas na bolsa, como ações.

 

Para investir, você pode participar da oferta pública de cotas, manifestando a intenção de investir em uma corretora, ou por meio do mercado secundário, comprando e vendendo cotas na bolsa. Os fundos imobiliários também são isentos de imposto de renda e o lucro na bolsa é tributado em 20%. 

 

  1. Imóveis para aluguel

Geralmente são uma forma de investimento corrigida pelo IGP-M ou pelo IPCA, preservando um pouco o poder de compra do proprietário. 

 

Quer entender melhor de que forma funciona o reajuste da mensalidade de aluguel nos contratos imobiliários? Então dá uma lida no conteúdo Reajuste de aluguel pelo IPCA: entenda tudo sobre o tema.

 

Outra vantagem é que enquanto o imóvel estiver alugado, é possível repassar para o inquilino os custos com o condomínio e o IPTU, além das contas de consumo. Porém, quando o imóvel fica vago, o proprietário precisa arcar com todas essas despesas até conseguir ocupá-lo novamente. Além disso, quando o locatário é pessoa física, o recolhimento do Imposto de Renda é de responsabilidade do proprietário e deve ser feito mensalmente.

 

E então, gostou de saber mais sobre as principais formas de investimento disponíveis no mercado para proteger os seus recursos? Se quiser optar pelo aluguel, conte com a Terraz Aluguel Digital para locar o seu imóvel, com rapidez, segurança e sem burocracia. 

 

Entre em contato com a nossa equipe de consultores e tire todas as suas dúvidas. O que não vale é deixar o seu dinheiro ser corroído pela inflação! E se tiver alguma outra dica de investimento com bons retornos, compartilhe conosco nos comentários.