Chegou a hora de morar sozinho? Se você está saindo de casa ou estava dividindo apartamento com amigos e agora decidiu que é o momento de ter seu próprio cantinho, algumas dicas são essenciais para te ajudar nesta nova fase.

A primeira delas é o planejamento financeiro. Antes de abrir a porta para essa nova etapa da sua vida faça as contas e verifique se realmente você está pronto para se virar sozinho. Saiba então tudo que você precisa ter em mente e no bolso para saber se realmente é hora de ter a própria casa.

Despesas

Quando a gente mora na casa dos pais é normal que eles banquem as contas. Mesmo que você ajude, ainda assim as despesas não são só responsabilidade sua. O mesmo acontece ao dividir apartamento: tudo é compartilhado, pesando menos no bolso. Ao sair de casa, isso muda. 

Saiba que ao ter sua própria casa você também será o único para comprar comida, produtos de higiene, pagar possíveis danos ao apartamento ou pequenos consertos, ter que arcar com manutenções como trocar a lâmpada que queimou, entre tantos imprevistos tão comuns para quem tem sua própria casa.

Depois, coloque tudo no papel. Começando, claro, por definir até quanto você pode pagar para alugar apartamento, condomínio e taxas básicas como água, luz e gás. Depois, insira outros itens como internet, por exemplo, mais do que necessária. Lembrando que é necessário ter calculado o total das despesas fixas por mês.

Além destas, tem aquelas não permanentes como a mudança e a aquisição de peças como móveis e eletrodomésticos. Se você não tem nada de mobília opte por procurar apartamento já mobiliado. Lembrando que esse tipo de imóvel, geralmente, tem um aluguel mais caro. 

De toda forma, alguns itens você será obrigado a comprar como louças, panelas, roupas de cama, entre outros. Anote ainda uma previsão de gastos com alimentação, saúde e transporte. E tenha um panorama do quanto vai gastar saindo de casa.

Aluguel

O sonho da maioria dos brasileiros é comprar a casa própria, mas esta não deve ser a sua preferência agora. Opte por alugar. Até mesmo para ver se você se adapta a essa fase mais independente. Como mencionamos antes, se não tiver nada de móveis e utensílios domésticos, uma boa opção é procurar apartamento mobiliado.

Mas se você prefere escolher seus móveis e pertences, dê uma olhadinha antes no nosso artigo com Dicas para decorar o primeiro apartamento. Alguns detalhes como não comprar móveis grandes, por exemplo, fazem toda a diferença, não apenas para não comprometer todo o espaço da atual moradia, mas também para que eles caibam em outro lugar, caso volte tenha que se mudar futuramente.

Na hora de escolher o imóvel que você pretende morar, não esqueça de requisitos básicos como a localização, segurança da região, vizinhança, infraestrutura do condomínio. Se você está deixando a casa dos pais para ir estudar em outra cidade, busque por imóveis próximos à sua universidade. 

Localização é importante

Se a intenção é se mudar para ter uma melhor qualidade de vida, escolha um endereço que seja de fácil acesso a serviços em geral como supermercados, farmácias, parques, postos de gasolina e comércio em geral.

Assim, é óbvio que a localização interfere diretamente no valor de locação do imóvel. Mas vale ressaltar que se a casa ficar longe do trabalho você terá mais gastos com transporte. Se ficar em um local em que você não se sente seguro terá duas opções: viver com medo, sem tranquilidade, ou investir para reforçar a segurança como instalar grades. 

Enfim, a definição de onde você quer morar quando está saindo de casa terá impactos diretos no dia a dia. Pense bem e, antes de mais nada, faça todas as contas para saber qual região é a adequada para a sua nova casa.

Mudança

A mudança requer organização, planejamento e disposição. E começa bem antes de abrir a porta do novo apê. Dias antes, comece a organizar a casa. Consiga caixas e embalagens para armazenar os itens. Não trabalhe sozinho. Reúna a família e “mãos à obra”. Você pode ainda pedir aquela ajuda de amigos mais próximos. 

Não esqueça de separar os itens de acordo com os cômodos e nomear as caixas e embalagens com a parte da casa para onde vai cada peça. Indique se o produto armazenado é frágil para garantir o maior cuidado na hora do deslocamento. Use etiquetas ou canetas para identificar cada material e adesivos para assegurar que tudo fique devidamente lacrado. 

Pesquise as empresas que são especializadas em mudanças, principalmente para os itens mais pesados ou busque entre os amigos aquele que tenha um veículo maior como caminhonete e van que possa auxiliar no transporte. 

Não tem situação mais adequada para praticar o desapego do que ao se mudar. Se estiver em boas condições, doe. Além de dar um respiro para o armário, ganhando mais espaço para deixar tudo ordenado e visível, ainda ajuda quem necessita. 

Compras

Se estiver preparado financeiramente, vá às compras com disposição para adquirir tudo o que considerar necessário para a casa nova. Mas como a realidade da maioria das pessoas não é essa, antes de ir comprando é fundamental ter uma lista de prioridades para não cair na tentação das compras por impulso.

Para ajudar você que está saindo de casa nesse momento ou pensar em sair, vamos por cômodos: 

– Cozinha: fogão, geladeira e mesa são os itens essenciais, além das louças como pratos, copos, talheres, panelas. Se você puder, microondas e liquidificador também são boas aquisições para se ter no cômodo mais saboroso da casa.

– Quarto: cama, armário, lençóis, travesseiros, fronhas, cobertas. Neste início, dois jogos de cama são suficientes. 

– Banheiro: provavelmente você vai precisar de um armário para guardar seus pertences de higiene pessoal, além de peças como toalha de banho e rosto.

– Sala: sofá deve ser a primeira escolha. Se puder, compre também um balcão, armário ou aparador e televisão.

Vale lembrar que tem como gastar menos do que o previsto. Pesquise, há uma infinidade de lojas, inclusive que você pode acessar pela internet. Outra ideia são os brechós ou lojas de móveis antigos. Neste momento, todas as formas de negociar e economizar são mais do que bem-vindas.

O dia a dia

Depois da mudança, da compra dos móveis e eletrodomésticos, de arrumar a casa, aí vem o dia a dia e você vai perceber, especialmente se antes morava com os pais, que agora a louça não se lava sozinha e nem a casa fica limpa como num passe de mágica. 

Manter uma casa requer disciplina. Não quer dizer que você tem que ser neurótico e limpar tudo o tempo todo, mas manter a casa em ordem é uma dica básica para quem está saindo de casa. Tenha uma rotina. 

Se você trabalha a semana toda e é cansativo chegar e fazer limpeza, vá apenas mantendo no dia a dia e durante o fim de semana faça aquela faxina com tudo que tem direito. Se tiver condições, contrate alguém para te ajudar.

Além de todas essas dicas, a Terraz pode fazer com que a mudança para a casa nova seja a mais acertada das escolhas. A imobiliária oferece uma vasta cartilha de imóveis para alugar imóvel em todas as partes de Florianópolis. 

Se a mudança requer planejamento e certa burocracia, o aluguel não. A Terraz Aluguel Digital te ajuda a encontrar o imóvel ideal com aluguel facilitado, sem fiador, de forma simples e fácil.