Imóvel para estudante: 5 dicas essenciais para alugar

Se você está pensando em sair da sua cidade para ficar mais próximo da faculdade ou universidade, nós estamos aqui para ajudar.

Encontrar um imóvel para estudante não é fácil, mas com muito planejamento, paciência e bom senso, é possível encontrar um que atenda às suas necessidades e também seja próximo da sua instituição de ensino. 

Se essa for a sua primeira vez morando sozinho, então o desafio é maior ainda! Confira dicas que a Terraz Aluguel Digital trouxe aqui no blog e fique por dentro.

1. Escolha qual tipo de imóvel você deseja

Essa é uma questão que você pode não ter pensado muito bem ainda. Você é do tipo que faz questão de morar em um lugar aberto e que precisa de um jardim ou pátio, ou é da turma que prefere morar em um apartamento, que proporciona mais praticidade e comodidade?

Se você vai morar em apartamento, saiba que existem diversos tipos, do kitnet ao loft. Então, tire um tempinho para pensar sobre isso.

Quer saber mais sobre o assunto? 

Confira o conteúdo Loft, flat ou kitnet: quais as diferenças

Se você gosta muito de morar em casa, mas acredita que não daria conta das despesas, lembre-se que você sempre poderá dividir as despesas do imóvel morando com alguém. Seja um amigo, um colega ou uma pessoa de confiança que também precisa dividir as contas.

Outros fatores para levar em consideração quanto ao tipo de imóvel é: você precisa de mais de um quarto? O local tem um espaço de estudos adequado? Avalie essas questões quando fizer a sua pesquisa.

2. Quanto você está disposto a investir?

Independente do fato de você já contar com uma fonte de renda ou se ainda conta com o apoio dos seus pais, você precisa saber quanto de dinheiro terá disponível para investir no aluguel do seu imóvel.

Como sempre abordamos nos conteúdos publicados aqui no blog da Terraz Aluguel Digital, é preciso levar em consideração outros gastos como água, luz, condomínio e a forma de garantia locatícia que você irá escolher. A não ser que você opte pela análise de crédito, modalidade de garantia disponível aqui na Terraz.

Para conhecer melhor as formas de garantia locatícia disponíveis aqui na Terraz e planejar bem a sua mudança financeiramente, confira o conteúdo Aluguel sem fiador: conheça uma das modalidades que mais cresce na locação

3. Escolha a localização

Já que você tem a oportunidade de escolher um imóvel, pesquise bem qual localização seria mais interessante para você.

Simule qual seria o tempo de deslocamento até a sua faculdade ou universidade, levando em consideração o meio de transporte que você usa. Não esqueça de incluir esse gasto nos valores que você irá investir nas suas despesas mensais.

Além da proximidade com o seu trabalho ou instituição de ensino, é preciso levar em consideração a infraestrutura em geral do bairro. Você terá fácil acesso a supermercado, farmácia, entre outros serviços que são importantes para você?

Ainda, se você é uma pessoa que gosta de ter a liberdade de andar a pé pelo bairro, ou precisa levar o pet para passear todos os dias, leve em consideração a segurança que a localização do imóvel proporciona. 

4. Estrutura do imóvel e do condomínio

Quando estiver fazendo a sua pesquisa, avalie o que o condomínio tem a oferecer para você, caso esteja procurando um apartamento.

Garagem, serviço de portaria e salão de festas, por exemplo, são coisas que encarecem a mensalidade do condomínio. Porém, podem ser indispensáveis para alguns locatários e servir como pré-requisito na escolha do novo lar. Avalie o que é importante para você e leve isso em consideração na pesquisa e nas visitas.

Já quanto à estrutura do imóvel, é preciso ficar atento se está em bom estado, para evitar dores de cabeça mais na frente. 

A Vistoria de Entrada é um procedimento que garante essa inspeção mais detalhada e que protege tanto inquilino quanto proprietário. Porém, nada impede que você faça uma visita com um olhar mais crítico e avalie pessoalmente as condições do imóvel.

Veja se há alguma rachadura aparente, que pode indicar problemas na estrutura, ou alguma infiltração nas paredes ou no teto. Verifique se as tomadas estão funcionando, se o piso está em bom estado, se as janelas estão abrindo facilmente ou se estão emperradas. Faça um checklist próprio e revise esses itens com tranquilidade quando visitar o imóvel.

5. O que deve ter no contrato de locação?

Conseguiu encontrar o imóvel ideal? Agora é o momento de preparar o contrato de locação. Fique tranquilo que, na Terraz Aluguel Digital, essa fase fica com a nossa equipe!

Iremos enviar a documentação assim que você assinar a sua Vistoria de Entrada. Porém, é preciso alguns documentos pessoais e informações para a elaboração do contrato.

– Nome completos de ambas as partes (inquilino e proprietário);

– Registro Geral (RG) e o Cadastro de Pessoa Física (CPF);

– Nacionalidade de ambas as partes;

– Endereço e contatos pessoais como telefone pessoal e e-mail de ambas as partes;

– Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) da imobiliária que intermediou o negócio, quando houver.

– Valor acordado do aluguel e qual a taxa de reajuste que será usada (IGP-M ou IPCA, por exemplo);

– Período de vigência do contrato;

– Qual será o valor da multa, caso proprietário ou inquilino rescinda o contrato antes do previsto (geralmente esse valor equivale a três meses de aluguel).

Você já ouviu falar do IVAR (Índice de Variação dos Aluguéis Residenciais), novo índice de referência para o reajuste dos aluguéis calculado pela FGV? Para saber se realmente vale a pena adotar o IVAR, leio o texto aqui.

Se o contrato conter todos esses itens, você pode ficar tranquilo/a! Não esqueça de revisar antes de assinar e de guardar uma cópia com você, caso haja qualquer imprevisto ou desacordo com o proprietário ou imobiliária. 

E então, o que achou das dicas que trouxemos aqui? 

Você já estava a par de quais delas? Esperamos que o conteúdo seja útil para você que está procurando o seu imóvel para estudante. Comece a pesquisar o seu imóvel no site da Terraz hoje mesmo.