O que é portabilidade de crédito imobiliário e por que adotar

Você já ouviu falar em portabilidade de crédito ou financiamento imobiliário? Pois ele existe e já é praticado no mercado há algum tempo: há 20 anos, para ser mais exato.

A portabilidade permite que você escolha uma modalidade de financiamento que tenha condições mais vantajosas para você, como, por exemplo, uma taxa de juros menor. E isso impacta no valor final do imóvel que você está adquirindo. 

Para saber mais sobre o tema e descobrir de que forma essa possibilidade ajuda você a economizar dinheiro, confira o conteúdo que a Terraz Aluguel Digital preparou!

Ainda é interessante fazer um financiamento imobiliário?

Atualmente, com a retomada constante da economia, a taxa Selic está um pouco alta – em 13,25%. O último aumento foi definido pelo Comitê de Política Monetária (Copom) no último dia 15. Os constantes aumentos da taxa básica de juros visam, entre outros objetivos, conter o avanço da inflação

Essa não é a melhor notícia para quem deseja financiar um imóvel. Porém, sempre há linhas de créditos interessantes de acordo com o seu perfil e sua capacidade de pagamento. No ano passado, o crédito movimentado pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) passou de R$ 226 milhões para R$ 2,8 trilhões, do primeiro semestre de 2019 para o primeiro semestre de 2021, o que mostra a busca constante por essa modalidade de negócio pelos brasileiros. 

Dessa forma, os financiamentos estão aumentando exponencialmente e, com isso, aumenta também a variedade e a oferta de linhas disponíveis no mercado

Aqui vale uma dica: se você ainda não sabe se deve alugar ou financiar um imóvel, é interessante avaliar o quanto você deseja investir e também em qual momento da vida você se encontra. Analise se vale a pena investir em um bem de alto valor como um imóvel neste momento. 

Quer ir para um imóvel novo, mas ainda não sabe se opta pelo aluguel ou pelo financiamento? Confira o conteúdo Comprar ou alugar um imóvel: confira a melhor opção para você.

A portabilidade de crédito imobiliário tem custos adicionais?

A esta altura você deve estar se perguntando: o que é de fato a portabilidade? Nada mais é do que a transferência da “dívida” de uma instituição financeira para outra

Por exemplo: se você adquiriu um apartamento há cinco anos em uma modalidade, isso não quer dizer que você deve permanecer nesta mesma instituição financeira até o final das parcelas. Independente do quanto falta ainda para quitar a dívida, você pode migrar para outro banco ou financeira.

O gasto adicional que você pode ter com essa operação são os custos com cartório, com as chamadas tarifas contratuais e também com uma possível vistoria do imóvel, que pode ser solicitada pelo banco. Lembramos que esses custos são bastante variáveis e é difícil fazer uma estimativa do quanto você gastaria para realizar a transferência do financiamento.

A Resolução nº 3.401/2006 do Banco Central proíbe a cobrança do cliente para a realização do processo de transferência do financiamento. 

Entretanto, algo que permanece o mesmo com a portabilidade é o prazo do seu contrato. Saiba que isso não deve mudar com a portabilidade. 

Uma dica importante é analisar a taxa de juros cobrada no momento da contratação do financiamento e a taxa cobrada atualmente, com a sua linha de financiamento atual. Já que esse índice é influenciado pela variação da Selic, pode haver uma grande diferença entre o valor pago no primeiro mês e no 20º mês de contrato. 

Por exemplo, com uma taxa Selic a 5,25%, um imóvel de valor estimado em R$ 250 mil pode acabar custando R$ 379 mil. Com a Selic a 14,25%, esse valor sobe para R$ 444 mil. Fique atento a essa diferença no momento de comprar a sua linha de crédito atual com as demais. 

O que é necessário para fazer a portabilidade?

Antes de mais nada, você precisa reunir a documentação necessária para fazer essa transferência. Confira a seguir o que é preciso:

– Cópia do contrato atual do financiamento;

– Saldo de quanto falta para quitar o financiamento atualizado;

– Data do último pagamento/vencimento.

Os principais bancos disponíveis no mercado oferecem a possibilidade de portabilidade do financiamento imobiliário. Você pode, inclusive, fazer uma simulação no site das instituições e avaliar qual linha de crédito oferece as melhores condições de pagamento. Depois, compare qual banco oferece a melhor opção para você.

Está pensando em aplicar o seu dinheiro em algo que realmente tenha retorno? Está em dúvida se o financiamento imobiliário é a melhor opção? Então confere o conteúdo Imóvel para investir: vale a pena? e tenha mais informações para decidir com segurança. 

Escolhi a linha de financiamento mais vantajosa: e agora?

Após escolher qual a proposta mais vantajosa para você, o banco que está com o seu financiamento encaminhará o pedido de portabilidade para a Câmara Interbancária de Pagamentos (CIP). Depois do prazo de cinco dias úteis, deve ser oferecida uma renegociação do atual financiamento

Neste momento você pode decidir por aceitar a contraproposta, o que depende apenas da sua avaliação. Muitas vezes essa renegociação pode trazer vantagem para você. Para analisar com mais informações, solicite ao banco o Custo Efetivo Total (CET) do financiamento, que irá incluir os encargos, tributos, taxas e despesas totais. É importante tomar uma decisão com base em todas as informações disponíveis.

Se você optar por seguir com a portabilidade, o banco deverá enviar as informações necessárias para que a nova instituição da sua escolha finalize o processo e assuma os débitos restantes. Lembre-se que para fazer a portabilidade você precisará abrir uma conta na instituição financeira escolhida.

E então, gostou de saber mais sobre a portabilidade de crédito ou de financiamento imobiliário? Trata-se de uma possibilidade que não é muito conhecida, mas que pode trazer muitas vantagens para quem fez um financiamento recentemente ou já há algum tempo.

Não perca nenhum conteúdo sobre mercado imobiliário, dicas para locação e investimento e sobre decoração e acompanhe o blog da Terraz Aluguel Digital