Que cuidados tomar ao alugar um apartamento mobiliado?

“Pronto para morar”. Os anúncios de imóvel mobiliado realmente são bastante convidativos. Afinal, quem não gostaria de, simplesmente, mudar e já ter tudo praticamente no lugar. Armários planejados, móveis em todos os cômodos e eletrodomésticos são diferenciais de qualquer imóvel, agregam valor e, claro, facilitam a vida dos moradores.

Mas será que imóveis com mobília só têm vantagem? Não há como negar que os benefícios são muitos, mas para evitar que no futuro a facilidade vire dor de cabeça alguns cuidados são fundamentais.

Você já parou para pensar como fica se algum dano ocorrer aos móveis? Ou se um eletrodoméstico estragar? São imprevistos que podem acontecer, como em qualquer casa, mas quando é alugada, os problemas podem ser ainda maiores.

Para não passar por isso, separamos algumas dicas e cuidados para você manter durante a locação e, assim, só conhecer o lado bom de alugar imóvel mobiliado.

Vistoria

Antes de fechar o contrato de aluguel de imóvel mobiliado, faça a vistoria. Neste momento, analise minuciosamente a condição de cada móvel, incluindo as peças de decoração, se tiver.

Abra e feche os armários e gavetas, verifique a situação das corrediças, veja se os puxadores não têm problemas, cheque se não há nenhum desgaste nos móveis.

Se o local tiver eletrodomésticos, teste se estão funcionando corretamente e busque saber com o proprietário detalhes como o tempo de uso dos aparelhos, se algum já apresentou defeitos, enfim, toda informação é preciosa e pode fazer a diferença no futuro.

Laudo

A vistoria deve se tornar um documento. Muitos locatários optam por elaborar um laudo com todos os detalhes verificados durante a visita ao imóvel.

O documento, que será o balizador para qualquer futuro problema, deve especificar todos os móveis, assim como o estado de conservação de cada peça. Todos os desgastes ou danos identificados devem ser descritos.

O laudo pode conter ainda as regras sobre o que fazer no caso de eventuais estragos ou danos ao mobiliário enquanto o espaço estiver alugado. O que é uma alternativa interessante considerando que este é um dos principais pontos de divergência e de conflitos entre locadores e locatários.

Nem mesmo a Lei do Inquilinato, que rege os direitos e deveres de inquilinos e proprietários, é clara com relação às responsabilidades de acordo com os tipos de danos.

Para evitar maiores desgastes que, muitas vezes, vão parar na justiça, o ideal é que o laudo já apresente todas estas informações e que esteja devidamente anexado ao contrato de locação.

A iniciativa de elaboração do laudo pode partir de qualquer uma das partes, mas para ambas é importante para solucionar qualquer conflito.

Fotos

Durante a visita, registre tudo. As fotografias devem ser incluídas no laudo e servirão como garantia no caso de qualquer problema relacionado com os móveis e outros itens do imóvel.

Ao identificar qualquer defeito, por menor que seja, tire fotos e descreva no laudo. Isso é importante para garantir que você não seja responsabilizado por danos que já existiam antes de ir morar no local.

Ao fim do contrato o imóvel deve ser entregue nas mesmas condições em que foi entregue. Portanto, o registro serve ainda como base para que a devolução ocorra de forma tranquila e sem divergências.

Cuidado em dobro

Tenha em mente que casa ou apartamento já mobiliado é preciso redobrar os cuidados para não danificar nada. Porque se algum dos móveis ou demais itens for estragado após a sua entrada no imóvel, a responsabilidade pelo reparo é sua, o que está previsto na Lei do Inquilinato.

No dia a dia é normal relaxar e, nem sempre ter toda atenção com a conservação das peças. Mas quando o imóvel é alugado e tem mobília, é necessário estar sempre em alerta. Lares com criança, os cuidados devem ser ainda mais recorrentes.

Alguns danos são imprevisíveis, mas o que você puder fazer para evitá-los, faça. Manter a casa em ordem, fazer a devida limpeza das peças, tomar cuidado ao abrir e fechar os móveis, orientar os familiares sobre os cuidados necessários, entre outros, são hábitos que contribuem para que o período de locação ocorra sem danos e dores de cabeça.

Reparos

Como mencionado antes, a Lei do Inquilinato nº 8.245/1991 traz algumas definições com relação aos danos e reparos. Entre elas, o que é responsabilidade do locador e do locatário:

Responsabilidade do locador
– entregar ao locatário o imóvel em bom estado;
– manter, durante a locação, a forma e o destino do imóvel;
– responder pelos vícios ou defeitos anteriores à locação;
– fornecer ao locatário, caso este solicite, descrição minuciosa do estado do imóvel, quando de sua entrega, com expressa referência aos eventuais defeitos existentes;

Responsabilidade do inquilino

– levar imediatamente ao conhecimento do locador o surgimento de qualquer dano ou defeito cuja reparação seja de incumbência do proprietário.
– realizar a imediata reparação dos danos verificados no imóvel, ou nas suas instalações, provocadas por si, seus dependentes, familiares, visitantes ou prepostos;
– não modificar a forma interna ou externa do imóvel sem o consentimento prévio e por escrito do locador;

Além disso, qualquer modificação na forma interna ou externa do imóvel deve ter o consentimento prévio e por escrito do locador. Mesmo alterações mais simples como a pintura de paredes demandam consulta ao proprietário. Ou seja, o diálogo é sempre bem-vindo e essencial na relação entre locador e locatário.

Basicamente, é isso que a lei fala, o que deixa margem para questionamentos. Por isso, é tão importante que as regras estejam estabelecidas no contrato de locação. Do contrário, se algo acontecer não há como saber de quem é a responsabilidade, o que pode acabar em desacordos.

Para assegurar que a locação será segura e tranquila para ambas as partes, com todos os detalhes verificados e registrados, como vistoria, laudo e contrato, procure quem é especialista na área.

Está procurando imóvel mobiliado para alugar? Conte com a ajuda e experiência da Terraz Aluguel Digital que atende toda a região da Grande Florianópolis. Acesse nossa imobiliária digital https://www.terraz.com.br/ e busque o imóvel perfeito para você, seja ele mobiliado ou não.